Quiosqueiros de Ponta Negra participam de minicurso ministrado pela Semurb

Dando continuidade aos minicursos com os grupos locais que utilizam a praia de Ponta Negra para atividades comerciais, a secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal (Semurb) realizou durante toda a manhã desta quarta-feira (14) um minicurso sobre comércio sustentável e com orientações sobre os usos e posturas a serem seguidos pelos quiosqueiros na orla. A ação que integra o Plano de Ordenamento da praia ocorreu no auditório da pasta e também contou com participação do Procon Municipal, Vigilância Sanitária e Urbana.

O objetivo do minicurso é promover a orientação específica para cada segmento, de acordo com as normas e posturas previstas no ordenamento da praia. Segundo informações do chefe do Setor de Educação Ambiental da Semurb, Daniel Henrique de Souza, os quiosqueiros receberam orientações para que os eles sigam um padrão de melhorias e prevenção constantes, tais como a diminuição dos impactos ambientais e as atitudes que podem ser tomadas para melhorar a praia.

Entre alguns pontos destacados pela Educação Ambiental da Semurb estão a utilização de coletores adequados de resíduos para depósito de lixo; não atear fogo na vegetação ou retirar, parcial ou totalmente, ou mesmo danificá-la; não promover aterro ou escavação que modifique as características topográficas da praia; e respeitar os limites da faixa litorânea.

Além disso, o grupo também foi orientado quanto às questões relacionadas ao direito do consumidor, precificação, venda casada, trocas, vícios e defeitos de produtos pelo diretor técnico do Procon Municipal, Marcel Fernandes. Bem como sobre o papel da entidade e que “todos os fornecedores, formais ou informais, devem atender às normas de defesa do consumidor, podendo pedir orientação ou esclarecer dúvidas pelo telefone 3232-9050, pelo WhatsApp 98870-3865 ou ainda pelo e-mail [email protected], diz.

E por fim receberam orientações e esclarecimentos da Vigilância Sanitária sobre boas práticas de higiene que devem ser obedecidas pelos manipuladores, desde a escolha e compra dos produtos utilizados no preparo do alimento até a venda para o consumidor, com o objetivo de evitar a ocorrência de doenças provocada pelo consumo de alimentos contaminados. “É necessário qualificar os quiosqueiros e seus colaboradores para o cumprimento das normas de higiene”, explica Sonia Fernandes do Núcleo de Informação em Vigilância Sanitária.

Todos os participantes do minicurso receberam uma cartilha com orientações sobre as temáticas tratadas para facilitar a consulta sobre as dúvidas. Posteriormente o minicurso vai acontecer os demais seguimentos, entre eles, locadores de mesas e cadeiras e ambulantes.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor