Viúva fala da morte de Champignon: ‘Não imaginava que seria capaz’

Em entrevista ao programa “Conversa com Bial”, que foi ao ar na noite desta quinta-feira (26), a viúva do músico Champignon, a cantora Cláudia Bossle, relembrou o suicídio do marido, em setembro de 2013. Na época, ela estava grávida e contou que ficou surpresa com a atitude do baixista.

“Não imaginava que ele seria capaz desse ato. Nós falávamos sobre isso. Ele falava que era o pior tipo de morte”, revela Cláudia sobre o dia em que o marido deu um tiro na cabeça no escritório de sua casa.

Cláudia afirma que Champignon mudou de comportamento logo após a morte de Chorão, vocalista do grupo, que morreu vítima de overdose seis meses antes do suicídio do marido.

“Ele demonstrou irritabilidade, tristeza, mas não notei um pedido de socorro. O que encontrei depois, mexendo nos cadernos de música dele, vi que ele escrevia que vivia num pesadelo sem fim”, conta ela emocionada.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor