Idema inicia cercamento do Parque Estadual Mata da Pipa

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), inicia nesta quarta-feira (7), a colocação de cercas em todo o perímetro do Parque Estadual Mata da Pipa, que compreende 11,3 km, e está localizado no município de Tibau do Sul. A medida atende a uma determinação judicial e visa a preservação da área com remanescentes de Mata Atlântica. O serviço será realizado pela empresa ganhadora de licitação, sob supervisão do IDEMA e acompanhado pela Polícia Ambiental.

As cercas são de concreto e a distância entre elas será de 3 metros. Os fios são de arame roliço e com espaçamento adequado para impedir o acesso à área interna do parque e preservar a vida dos animais que vivem naquela área. “Esse serviço é de fundamental importância para a preservação do PEMP. Elaboramos um projeto e estamos colocando cercas resistentes, com 11 fios de arame roliço para preservar a integridade física dos animais que habitam ou circulam pela região”, ressaltou Abelardo Alves, engenheiro civil.

No último dia 26 de maio, o IDEMA se reuniu, em Tibau do Sul, com a comunidade local, Prefeitura de Tibau, representantes da Câmara Municipal e Conselho Gestor para comunicar do cumprimento da decisão judicial e do início do cercamento do PEMP. “Mantemos um diálogo com a comunidade para comunicar do início das obras do PEMP e convocá-la para ser parceira do IDEMA nessa ação que visa proteger essa importante reserva ambiental.”

A obra tem recursos próprios do IDEMA, no valor de R$ 655.447,29 (Seiscentos e cinquenta e cinco mil, quatrocentos e quarenta e sete reais e vinte nove centavos) e terá início no trecho próximo a Sibaúma devendo durar aproximadamente 90 dias. Famoso mundialmente pelas belezas da Praia de Pipa – cartão postal potiguar, o Parque Estadual Mata da Pipa (PEMP) foi criado através do Decreto Estadual nº 19.341 de 12 de Setembro de 2006, a partir da transformação de uma parcela territorial da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra.

O PEMP tem como principal objetivo a preservação da Mata Atlântica remanescente na área, dotada de grande relevância ecológica, além de possibilitar a realização de pesquisas científicas, incentivar atividades de educação e interpretação ambiental e turismo ecológico, oferecendo à comunidade, alternativas de espaço para recreação.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor