Salários dos vereadores de Natal seguem congelados com projeto apoiado por Luiz Almir

Os vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários de Natal continuam com os saláris congelados até 2020. Isso se deve ao fato da mesa diretora da Câmara Municipal ter arquivado o projeto que autorizaria o reajuste.
“Não foi por demagogia”, justificou. Segundo ele, a Lei determina que o aumento da próxima legislatura deve ser votado até agosto, antes das eleições municipais. Um vereador recebe hoje R$ 16 mil. Com o aumento, segundo Almir, o salário iria para R$ 22 mil já em janeiro.
Luiz Almir explicou que neste momento de crise, aumentar o próprio salário seria uma desgaste grande para os vereadores e citou como exemplo o que aconteceu em Mossoró e outros municípios que já votaram aumento a partir do próximo ano, e provocaram revolta na população.
“Nós não vamos fazer demagogia de dizer que nós não vamos reduzir salários, com suas despesas já dentro daquele orçamento”, frisou. A proposta foi aceita pela mesa diretora. O procurador (da Câmara) já estava com os cálculos prontos. O arquivamento inclui os salários dos secretários, do vice-prefeito e do prefeito.
Seguindo os números dados por Luiz Almir, levando em conta que são 29 vereadores e 13 salários pagos por ano (incluindo o 13º), o impacto desse reajuste, caso tivesse sido votado e aprovado, seria de R$ 2.262.000. A âmara passaria a gastar só com folha de pessoal de vereadores um total de R$ 8.294.000, ao ano. O aumento soaria ainda pior porque a atual legislatura tomou uma série de medidas para reduzir os gastos no Legislativo municipal.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor