Dados apontam a atuação da Guarda Municipal no período de crise da segurança pública

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) divulgou os primeiros dados referentes a atuação da Guarda Municipal do Natal (GMN) durante esses 15 últimos dias em que as forças de segurança do Estado se mantiveram paralisadas. As informações inicias apontam para a realização de 27 prisões de suspeitos de crimes, principalmente os relacionados a roubos. Também foram recuperados 58 veículos com queixa de roubo ou furto e três tentativas de suicídio na ponte Newton Navaro foram evitadas pelas guarnições operacionais da GMN.

O aumento do efetivo de guardas municipais nas ruas também garantiu a segurança de quatro grandes eventos promovidos nesse final de ano pela Prefeitura do Natal. Os shows de Ricardo Chaves e Fagner, na zona Norte da cidade, e o show de Pedrinho Mendes, em comemoração ao aniversário da capital Potiguar, além da festividade de réveillon, realizada na praia da Redinha, contaram com a segurança ostensiva da GMN. Nesses eventos foram utilizados 40 guardas municipais, entre eles agentes com equipamentos e capacidade técnica para atuar em situações de controle de distúrbios.

A GMN também foi o braço da segurança pública para atender os diversos chamados de ocorrências relacionadas a tentativa ou homicídio consumado. Sendo a primeira a chegar nas áreas de delitos e a realizava os procedimentos inicias de isolamento e preservação do local de crime, que é um fator importante no processo investigativo para elucidação desse tipo de delito.

O trabalho da GMN assegurou a abertura dos dois maiores centros populares de comércio de rua da capital, situados nos bairros do Alecrim e Cidade Alta. Inicialmente havia a ameaça de fechamento das lojas por falta de segurança, que foi suprida com a utilização de oito viaturas de patrulhamento divididas nos dois bairros de comércio popular.

As ações da GMN se estenderam também a apoiar o Serviço Móvel de Urgência (Samu). Nessas situações as viaturas de patrulhamento deram segurança as equipes médicas para adentrar e executar seus serviços em áreas consideradas vulneráveis e com relevantes índices de violência e criminalidade.

Um ponto relevante que ganhou destaque em órgão de imprensa nacional foi a atuação da GMN frente a uma ação de bandidos com trocas de tiros na Avenida Felizardo Moura. Os guardas municipais foram os primeiros a chegarem no local finalizando com o tiroteio, recuperando dois carros roubados que estavam em poder dos bandidos e desobstruindo a via para passagem de veículos. A ocorrência foi apoiada por militares do Exército e do Batalhão de Operações Especiais da PM (Bope) que chegaram em seguida.

O efetivo de patrulhamento de rua da GMN continua ampliado desde o último dia 21 por determinação do prefeito Carlos Eduardo. O número de guardas municipais foi aumentado com a utilização de diárias operacionais, que traz para o serviço regular agentes que estão em gozo de folgas.

As guarnições da GMN estão patrulhando a cidade utilizando não só o armamento de fogo comum, como pistolas 380, mas também o armamento com maior poder letal, a exemplo das espingardas calibre 12. “Estamos cumprindo nossa mais importante missão, que é a de proteger a sociedade”, concluiu o comandante da GMN, Michel Dantas.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor