Jovens potiguares são selecionadas para participar de Conferência Internacional da ONU

- publicidade -

Giselli Cavalcanti e Gabriela Baesse fazem parte da ONG Engajamundo, e foram selecionadas para integrar a delegação brasileira para a conferência mais importante sobre o combate às mudanças climáticas do mundo, a COP25, que acontece em Madrid de 2 a 13 de dezembro. 

Giselli tem 25 anos, é psicóloga de formação e atua em projetos de educação ambiental em Natal. Gabriela, com 27, é formada em gestão de políticas públicas e em relações internacionais, e é participante ativa de movimentos ambientalistas na cidade. Juntas, Giselli e Gabriela são articuladoras da ONG Engajamundo e atuam aproximando as pautas socioambientais da juventude local – um exemplo mais recente desta atuação é o EduClima: projeto de educação ambiental feito para o público jovem e focado no tema das mudanças climáticas. As duas foram selecionadas para integrar a delegação brasileira para a conferência ma is importante sobre o combate às mudanças climáticas do mundo, a COP25. Na conferência elas representarão o Engajamundo, atualmente o maior expoente da juventude brasileira no que se refere às negociações do clima. O Engajamundo é uma organização apartidária e sem fins lucrativos, formada por jovens que buscam, através do trabalho de liderança, promover um engajamento da populaçã o com as questões socioambientais do mundo. Com essa missão,elas se juntam a mais 10 jovens para levar a voz da juventude brasileira, em toda a sua diversidade, para a ONU.

Para além de todo o desafio que é se preparar para uma conferência como essa, a delegação enfrentam agora mais um obstáculo. Com o anúncio do cancelamento da COP no Chile pelo presidente Sebastian Piñera e a mudança para Madrid/Espanha nas mesmas datas, o grupo precisa agora recomeçar toda a sua logística e tem menos de um mês para viabilizar a sua participação. Parte dessa logística envolve financiamento e, por isso, a delegação resolveu criar uma campanha online de financiamento coletivo para garantir a participação de todos os selecionados. “A participação da juventude nesses espaços, especialmente do global sul, é essencial. Precisamos levar nossas pautas e entender quais decisões (e em nome de que) estão sendo tomadas”, diz Giselli. 

A campanha de financiamento fica no ar até dia 14/11 e tem formato com meta inicial tudo ou nada, ou seja: caso a meta inicial não seja batida, o grupo não recebe nada do valor arrecadado. 

Sitewww.engajamundo.org

Deixe um comentário