Mergulhadores irão monitorar parrachos de Pirangi e Ilha Verde, no RN

- publicidade -

Na próxima terça-feira, dia 26, serão realizados mergulhos nos Parrachos de Pirangi e na Ilha Verde (Pirambuzios) para verificar se existe depósito do óleo que atingiu o litoral potiguar nos últimos meses. Trata-se do início de mais uma etapa do monitoramento realizado pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI), do Governo do Estado, coordenado pela Defesa Civil Estadual. As equipes se concentrarão no Cajueirinho, às 7h.

A logística da ação foi discutida nesta sexta-feira (22) durante reunião no Gabinete Civil, quando estiveram representados Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Marinha, Idema, Ibama, UFRN e ONG Oceânica. “Essa é uma nova etapa do processo de monitoramento. Pretendemos monitorar parrachos, arrecifes e estuários. Acreditamos que não exista óleo nesses locais, mas se tiver, já será imediatamente coletado pelos mergulhadores”, informou o coordenador estadual da Defesa Civil, Marcos de Carvalho.

A ONG Oceânica já fez mergulhos para verificar a chamada borda interna dos Parrachos de Pirangi, que é a parte direcionada para a faixa de areia da praia. Na ocasião não foi detectada a presença de óleo. De acordo com Marcos de Carvalho, desta vez, dentro das ações do GGI, os mergulhadores farão o monitoramento da borda externa, voltada para o mar aberto. Serão duas equipes, cada uma com quatro mergulhadores do Idema, Marinha, Corpo de Bombeiros e ONG Oceânica.

“Há mais de 30 dias que não há novo aporte de óleo nas praias potiguares. A única localidade que ainda há registro de manchas é em Nísia Floresta, porém é o óleo incrustado nas rochas e mangue que, com a dinâmica da maré, é jogado para a praia”, explicou o coordenador da Defesa Civil Estadual. “Estamos numa situação relativamente tranquila, porém o monitoramento é permanente”.

Deixe um comentário