Prefeitura de Natal reforça distribuição de máscaras de prevenção

- publicidade -

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), em parceria com as pastas de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) e de Mobilidade Urbana (STTU), reforça a partir desta segunda-feira (03) a campanha de conscientização e prevenção ao Coronavírus com a distribuição de milhares de máscaras de proteção.

Além da entrega de máscaras reutilizáveis, dezenas de servidores das três secretarias estarão nas ruas passando informações e orientações acerca das medidas de prevenção pessoais no combate à Covid-19. Hoje, as equipes estiveram em Ponta Negra e no Alecrim. 

“Sabemos da necessidade da reabertura do nosso comércio, por isso mesmo reforçamos essa importante ação para não regredimos.  Cada cidadão abordado receberá máscaras laváveis e reutilizáveis, além de poder tirar dúvidas com servidores preparados para orientações”, explica a titular da Semtas, Andréa Dias.

Em decreto, publicado na edição do Diário Oficial do Município do dia 30 de junho, a Prefeitura normatizou o funcionamento do comércio durante a pandemia de Covid-19. Dentre as novas normas, está a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos comerciais, repartições públicas e no transporte coletivo que opera na cidade. 

“Estamos distribuindo máscaras e orientando acerca da importância de usá-la, para que não haja um novo crescimento da doença em nossa cidade e seja preciso fechar novamente nosso comércio. Hoje, iremos distribuir cerca de 2.000 mil máscaras” enfatiza Vanda Laylla, diretora do Departamento de Informação, Monitoramento e Avaliação das Políticas Sociais (Dimaps), da Semtas.

Para o comércio, o decreto prevê ainda uma série de determinações específicas. As lojas e prestadores de serviços em atividade precisarão, por exemplo, higienizar seus ambientes e fazer o controle de entrada de funcionários e clientes. Além disso, devem observar o necessário distanciamento de pessoas em circulação em suas unidades, com o limite mínimo de 1.5 metro entre elas, bem como o controle de acesso às suas dependências. Da mesma forma, precisarão fixar placas informativas com orientações para a prevenção de contágio e exigir o uso de máscaras.

Deixe um comentário