Motoristas de ônibus voltam a paralisar serviço em segundo protesto do dia em Natal

- publicidade -

Os motoristas de ônibus voltaram a paralisar o serviço em um novo protesto no fim da tarde desta sexta-feira (5) em Natal. Os ônibus pararam de rodar por volta das 17h e ficaram estacionados em trecho próximo ao Viaduto do Baldo, na Zona Leste de Natal, bloqueando parte da passagem dos demais veículos.

Na manhã desta sexta-feira (5), os trabalhadores já haviam parado as atividades no mesmo local.

A motivação do protesto segue sendo o anúncio da Secretaria de Mobilidade Urbana sobre as mudanças feitas em 15 linhas para acréscimo de 30% de viagens nos horários de pico do transporte público da capital. Eles cobram também uma gratificação que não foi paga nesta sexta aos motoristas que acumulam função de cobrador.

“Esperamos ser atendidas pois caso contrário a próxima semana terá mais protestos”, disse Harley Davidson, diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do RN (Sintro).

O protesto começou por volta das 17h e por volta das 18h30 alguns ônibus voltaram a circular.

Quanto à mudança dos horários de circulação dos ônibus, o Sintro disse que a medida deveria ter sido discutida com a classe, já que envolve mudança de horários. Ainda de acordo com o sindicato, os trabalhadores estão sobrecarregados, fazendo dupla jornada.

“A STTU sentou com empresários, sentou com todas as entidades, menos com a gente. É um ato desrespeitoso. Nós fazemos o sistema. Os motoristas também estão correndo risco de morte. Essa mudança de horário não resolve”, afirmou Júnior Rodoviário, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários.

Em nota, a STTU afirmou que a decisão não altera em a jornada de trabalho dos operadores do sistema, já que se trata de um remanejamento.

“A secretaria espera que o presidente do Sintro tenha a sensibilidade que o momento exige no sentido de não realizar novas paralisações do sistema que causam transtornos e prejuízos para os usuários do sistema”, afirmou na nota.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais