Obras do Complexo Turístico da Redinha entram em uma nova etapa

- publicidade -

O turismo é a principal atividade econômica de Natal. Mais de 60% do produto interno bruto da cidade é composto pelas receitas geradas pelas mais de 52 atividades do setor. Para potencializar esse segmento, diversificar as opções de lazer e entretenimento, bem como gerar mais emprego e renda para a população, a Prefeitura está executando o projeto do Complexo Turístico da Redinha. As obras começaram no início deste ano. Uma das principais intervenções acontece no Mercado Público da Redinha. A demolição do antigo prédio foi iniciada para dar lugar a um espaço totalmente repaginado. Ao todo, estão sendo investidos recursos na ordem de R$ 25 milhões na construção do complexo.

O mercado remodelado contará com dois andares com 29 boxes, seis restaurantes, praça de alimentação, mirante, píer e deck para embarcações e varanda panorâmica. Além disso, o Clube da Redinha será transformado em Centro de Artesanato com quatro lojas externas e cinco quiosques internos; a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes terá nova cerca e o quebra-mar (espigão) terá um mirante. Enquanto as obras estiverem em andamento, os atuais permissionários que trabalham no espaço receberão um auxílio do Município.

“Essa é uma obra das mais significativas que estamos executando no Município. Vamos requalificar toda a região, trazendo estrutura, novas perspectivas, valorizando o nosso patrimônio, gerando emprego, renda e fortalecendo a nossa principal atividade econômica. Como gestor, fico muito feliz de poder realizar uma intervenção dessa magnitude que vai modificar a realidade de tanta gente. A história da Redinha será dividida em antes e depois da construção do Complexo”, projeta o prefeito Álvaro Dias, que constantemente se reúne com sua equipe técnica para acompanhar o cronograma de serviços.

Lotes

As obras do Complexo Turístico da Redinha foram dividas em cinco lotes. O primeiro lote é voltado exatamente para a construção do novo Mercado da Redinha. O segundo, para serviços de urbanização e iluminação pública da rua Maruim, do calçadão da rua Francisco Ivo e do quebra-mar, incluindo mão de obra, materiais e equipamentos. Esta parte também está sendo executada em um bom ritmo, atingindo 10% dos serviços previstos. A via está sendo terraplanada. Depois da reestruturação, o espaço receberá pavimentação asfáltica com duas faixas de rolamento em cada sentido, separadas por uma ciclovia em canteiro central, amplas calçadas arborizadas em toda sua extensão, além da construção de uma praça com academia para os moradores da região.

O segundo trecho da rua Maruim também já está sendo executado na região do antigo acesso à Balsa da Redinha, contemplando cerca de 730m de pavimento asfáltico, calçadas padronizadas, arborização, ciclorrotas e moderna iluminação. Só nessa etapa de requalificação da rua Maruim, estão sendo investidos R$ 5,5 milhões.

“Essa será uma das vias mais bonitas de Natal. Teremos excelentes condições de trafegabilidade, acessibilidade, iluminação especial, um projeto paisagístico de primeira linha, ciclovias e ciclorrotas. Essa é uma das obras mais emblemáticas da nossa gestão. Vamos mudar a realidade da Praia da Redinha com a execução do Complexo Turístico. Algo tão necessário e fundamental para o desenvolvimento da Zona Norte de Natal”, destaca o prefeito.

Os demais lotes contemplam a requalificação do sistema de defesa costeira (com enrocamento aderente) da Praia da Redinha, do trecho do rio Potengi, a urbanização e drenagem do entorno do Mercado Público da Redinha; a reestruturação viária do antigo acesso à Redinha, com capeamento asfáltico e execução do passeio com acessibilidade do trecho da av. Doutor João Medeiros Filho a partir do viaduto da Redinha até o entroncamento com a rua Francisco Ivo, rua José Herôncio de Melo, a partir da rua Francisco Ivo até a rua Engenheiro Clóvis Aragão. Inclui ainda a rua Engenheiro Clóvis Aragão, a partir da rua José Herôncio de Melo até a av. João Medeiros Filho.

Drenagem e pavimentação  

Os projetos de saneamento integrado sob a responsabilidade da Prefeitura de Natal estão entrando na fase final de execução. Atualmente, a gestão municipal executa o trabalho mais efetivo em duas frentes. Na Zona Norte, já foram concluídos os serviços de drenagem, pavimentação, abastecimento de água e ligação intradomiciliares nos loteamentos Nordelândia (19 ruas), Boa Esperança (73 ruas) e Cidade Praia (35). Há obras ainda no bairro Planalto, Zona Oeste.

No lote que contempla as comunidades de Nossa Senhora da Apresentação, do conjunto de 37 ruas, os trabalhos já foram concluídos em 35, alcançando 87,83% do cronograma de obras. Já no Loteamento Bom Jesus e no Parque Industrial, os serviços atingiram 89,62%. Das 68 ruas beneficiadas no projeto, 63 já foram finalizadas. Os investimentos nesses serviços ultrapassam os R$ 110 milhões em recursos do Município e do governo federal. As melhorias alcançam mais de 300 ruas e estão beneficiando 19,6 mil famílias na região.

No bairro do Planalto, a Prefeitura trabalha para pavimentar e drenar 21 ruas da localidade, no valor de mais de R$ 16 milhões de reais. Esse projeto já alcançou 77,16% de execução. A região recebe também uma lagoa de captação para escoamento das águas da drenagem, evitando alagamentos nos períodos chuvosos e permitindo a chegada, ao bairro, de diversos outros serviços públicos como transporte, esgoto, energia dentre outros.

“Um sonho de mais de 30 anos dos moradores do Planalto está sendo realizado. Assumimos esse compromisso e o estamos cumprindo integralmente. Os transtornos vivenciados no período chuvoso com alagamentos e lama, bem como os problemas em tempos de estiagem com a poeira já são coisas do passado”, afirma o prefeito Álvaro Dias.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais