Equipe Gestora da SEEC participa de reunião sobre projetos do Governo Cidadão

Ontem (26) o secretário de Educação Getúlio Marques participou, junto com o titular de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro e a Gerente Executiva, Ana Guedes, da discussão dos investimentos, na área da Educação, do Projeto Governo Cidadão, que conta com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial. Para essa discussão, os secretários receberam a consultora sênior e gerente do projeto junto ao Banco Mundial, Fátima Amazonas.

O secretário Getúlio Marques, acompanhando de sua equipe técnica, analisou as 40 reformas e as seis construções de escolas, bem como as aquisições de equipamentos e mobiliários necessários a cada uma delas. “As obras da Educação, que estão sendo realizadas pelo Governo Cidadão, seguem dentro do cronograma e estão bem avaliadas. Vamos ampliar a atuação do projeto na SEEC com uma ação, em desenvolvimento, que vai contribuir no enfretamento da violência nas escolas”, avaliou Getúlio. Essa ação integrar o Plano Estadual de Segurança que o Estado pretende implantar em breve.

Além da Educação, durante visita da consultora sênior, foram discutidas ações nas áreas da Saúde e Segurança. “Nos debruçamos hoje sobre três áreas estratégicas para o Governo, conversamos com os titulares das pastas e suas equipes técnicas para junto chegarmos às adequações que teremos que fazer nos projetos de cada uma. Realizamos videoconferências com especialistas e consultores do Banco Mundial, que nos ajudaram a começar a desenhar esses ajustes que serão realizados”, disse Mineiro, reforçando o que foi abordado na noite passada em reunião com a governadora Fátima Bezerra, de que o plano de aplicação do projeto tem 14 milhões de dólares de déficit e a diferença precisa ser compatibilizada, com readequação de ações e projetos que estavam previstos.

Para Fátima Amazonas, as reuniões tiveram saldo positivo. “A equipe do projeto conseguiu apresentar uma fotografia muito detalhada de todas as ações em curso e isso nos dá respaldo e transparência para tomarmos decisões racionais e embasadas na hora de fazer os ajustes. Neste aspecto iremos considerar a finalização das obras e operacionalização das mesmas. Outra decisão importante foi o apoio do Banco ao Plano Estadual de Segurança, que propiciará ao Estado impulso maior na captação de recursos federais para esta área”, concluiu. Durante as videoconferências, participaram os especialistas Esaú Pontes (Saúde) e André Loureiro (Educação) e a consultora em Segurança, Flávia Carbonari.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor