Luísa Sonza desabafa sobre ataques após a morte do filho de Whindersson: “Ninguém gosta”

- publicidade -

Há pouco mais de um mês, Luísa Sonza lançou o último single do álbum “Doce 22”. Em “Café da manhã”, protagoniza cenas quentes com Ludmilla. Parecia que ela daria um tempo para pensar nos próximos passos da carreira. Mas não. A cantora gaúcha, de 23 anos, acabou de colocar no mercado “Sentadona”, com dançacinha e tudo para viralizar nas redes.

Em “Café da manhã”, você e Ludmilla protagonizam cenas quentes. Como foi gravar essas passagens?

Lud é uma grande amiga e me senti super à vontade, afinal é um trabalho como os outros, a única diferença é que é com uma amiga muito incrível.

Concorda que a arte tem o poder de cura?

Costumo dizer que compor não é difícil, ajuda a curar as dores. A arte, na verdade, é transformadora. Música vai além do entretenimento. Choramos, sorrimos juntos, criamos uma ligação. Tudo fica mais bonito com a arte.

Quando o filho de Whindersson Nunes morreu, dois dias após o nascimento, chegaram a dizer que você tinha desejado isso. Como lidou com tanto ódio?

Tenho aprendido a conviver com esses ataques. Ninguém gosta de ser odiado, é óbvio. Mas preciso também focar nos meus objetivos e pensar em coisas boas e críticas construtivas. Há meses, isso me deixava muito mal, mas tenho tentado não absorver ou absorver o menos possível. Há pessoas que querem me atingir a todo custo, achando que vão me parar, mas elas definitivamente não vão.

Os ataques têm a ver com o fato de ser mulher?

Sem dúvidas, a gente vive numa sociedade extremamente machista, em que quase todos os âmbitos têm dominação de homens. Então, ver uma mulher crescendo, empoderando outras mulheres, e fazendo o que bem entende, incomoda e muito. E tem sido assim desde o dia que resolvi utilizar minha arte como forma de empoderar mulheres. Uso minha música como forma de reflexão. E não irei parar tão cedo.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais