Começa hoje na França a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino

propaganda

A França é a sede da 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino. A competição começa nesta sexta-feira (7) com o jogo de abertura entre França e Coreia do Sul, marcado para as 16h, no Parc des Princes. A final ocorrerá no dia 7 de julho, às 17h, no Estádio de Lyon. 

Ao todo 24 equipes estão divididas em seis grupos:

Grupo A – França, Coréia do Sul, Noruega e Nigéria

Grupo B – Alemanha, China, Espanha e África do Sul

Grupo C – Austrália, Itália, Brasil e Jamaica

Grupo D – Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão

Grupo E – Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda

Grupo F – Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia

Grupo A

França

Ocupa o 4º lugar no ranking da Fifa. Já participou de três Copas do Mundo. A melhor colocação foi em 2003, quando chegou a fase semifinal. A seleção não participou das eliminatórias por ser o país anfitrião. Se preparou para competição com uma série de amistosos. A técnica é a ex-jogadora Corinne Diacre, a primeira mulher a assumir o comando de uma equipe masculina profissional na França. A capitã da equipe é Amandine Henry, que atua no Olympique Lyonnais.

Coreia do Sul

Ocupa a 14ª posição no ranking da Fifa. Participou de duas Copas do Mundo. O melhor resultado alcançado foi em 2003 – as oitavas de final. O técnico e ex-jogador Yoon Deokyeo comanda a equipe desde 2012. O ponto forte da equipe é a defesa. A Coreia passou pela Copa Asiática sem levar gols e garantiu vaga na Copa da França. A estrela do time é Ji Soyun. A meiocampista atua pelo Chelsea e faz sucesso na liga inglesa.

Noruega

Ocupa a 12ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Garantiu vaga na Copa da França ao liderar o grupo 3 nas eliminatórias europeia. O treinador sueco Martin Sjogren sucede Even Pellerud, o homem que levou a Noruega ao título mundial em 1995. A estrela do time é Maren Mjelde, jogadora do Chelsea.

Nigéria

Ocupa a 38ª posição do rancking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1991.O título de campeã da Copa da África 2018 alcançado nos penaltis. A recompensa valeu vaga na Copa da França. O treinador da seleção nigeriana é o sueco Thomas Dennerby. O destaque da equipe é a atacante Asisat Oshoala, que joga no Barcelona e eleita melhor jogadora africana três vezes (2014, 2016 e 2017).

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor