Sergio Moro: “Não estou atrás de mandato. Posso não concorrer a nada”

O futuro ministro da Justiça, juiz federal Sérgio Moro, durante coletiva de imprensa após reunião com o atual ministro da pasta, Torquato Jardim.
- publicidade -

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) voltou a dizer nesta quarta-feira (20) que é um “soldado da democracia” e que, ao anunciar a retirada de sua pré-candidatura a presidente, deu um passo atrás para ajudar o chamado “centro democrático”.“Eu vim para ajudar a construir esse centro.” O ex-juiz da Lava Jato também afirmou que não está em busca de mandato. “Não estou atrás de mandato, não estou atrás de cargo. (…) Eu posso não concorrer a nada.”

Moro repetiu também que, se Lula ou Jair Bolsonaro ganhar as eleições de outubro, “o país vai estar em maus lençóis”. “Não vim necessariamente para ganhar, mas para derrotar esses extremos.”

98 FM

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais