RN registra a primeira morte confirmada por coronavírus

- publicidade -

Oprofessor do departamento de química da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), Luiz di Souza, de 61 anos, morreu neste sábado (28) em razão de complicações causada pela infecção do novo coronavírus. Esta é a primeira morte confirmada pela covid-19 no Estado.

A confirmação da morte foi feita pela Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria de Saúde de Mossoró. O professor universitário tinha histórico de diabetes e teve contato com caso suspeito.

O paciente deu entrada em um hospital privado na cidade de Mossoró no dia 21 de março. Na última sexta-feira (27), ele teve a confirmação que estava com a covid-19. Após piora do quadro clínico, o professor universitário morreu na noite deste sábado.

Luiz Di Souza trabalhou por 20 anos como professor da UERN. Em nota, a instituição agradeceu “sua dedicação e o relevante trabalho em todos esses anos” e decretou luto oficial com hasteamento da bandeira a meio mastro. A nota afirma que, “devido aos riscos da doença, não haverá velório”.

Em nota oficial, o Governo do RN e a Prefeitura de Mossoró se solidarizam com a família e desejam força para superar esse difícil momento.

O Rio Grande do Norte ainda investiga os casos de suspeita de morte por coronavírus – são dois casos em Assu e outro em Parnamirim.

Número de casos

O Rio Grande do Norte passa a ter 45 casos de pessoas com o novo coronavírus, de acordo com boletim divulgado pelo Governo Estadual, neste sábado (28). As cidades com casos confirmados são Natal (22), Mossoró (14), Parnamirim (6), Macaíba (1), Monte Alegre (1) e Passa e Fica (1).

AgoraRN

Deixe um comentário