Novos soldados da PM dormem no chão enquanto aguardam distribuição para unidades do RN, diz associação

- publicidade -

Parte dos mil novos soldados formados pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte no final de 2020 está dormindo no chão e sem distanciamento adequado – previsto para prevenção do coronavírus – dentro de unidades da corporação no interior do estado, segundo a Associação de Cabos e Soldados da PM.

De acordo com a associação, os militares aguardam a distribuição definitiva para unidades nos 167 municípios potiguares, mas, por enquanto, foram enviados provisoriamente para alguns comandos, onde estão trabalhando em escalas de 12 horas.

“Como não sabem quando vai ser a distribuição definitiva, que pode ser a qualquer momento, eles não têm condições de pagar dois aluguéis. Muitos vieram de outros estados ou do interior e alugaram imóveis em Natal durante a formação. Agora, foram distribuídos provisoriamente para o interior, mas não sabem para onde vão definitivamente. Também não têm condição de sair à noite para Natal e voltar já no dia seguinte”, afirma o presidente da Associação, Roberto Campos.

Procurada pelo G1, a assessoria de comunicação do Comando da PM afirmou os soldados estão em período de estágio supervisionado e que a distribuição definitiva está sendo preparada para ser realizada em breve. A corporação informou que não iria comentar a situação de alojamento dos militares.

Em tese, como os militares não estão fazendo escalas de 24 horas, a Polícia Militar não precisa ceder alojamento. Entretanto, Roberto Campos afirma que a distribuição provisória foi feita “sem critérios”, tornando a situação mais complicada. De acordo com ele, militares que são de Natal e região metropolitana foram distribuídos para o interior e muitos do interior – que pelo menos poderiam ficar perto de suas cidades de origem, ficaram na capital.

“Os que alugaram casa em Natal durante o curso de formatura (que durou cerca de um ano) e ficaram na cidade não têm problema, conseguem ir para casa. Mas os que foram para o interior não têm condições de ficar pagando dois aluguéis. Não sabem se vão voltar para Natal amanhã, ou depois, ou se vão para outro local” diz.

Ainda de acordo com ele, diante da situação, alguns comandos cederam salas para os militares dormirem, mas não há camas e estrutura adequada. Também não há alimentação oferecida pela PM. Os militares são liberados do expediente para procurarem locais para refeição.

Roberto afirmou que a última previsão informada para a distribuição efetiva era do dia 15 de janeiro, o que não se concretizou. Ele não soube informar quantos militares estão nessa situação, mas afirmou que mais da metade dos mil soldados foi distribuída provisoriamente para o interior do estado.

Atualmente, o salário inicial de um soldado é de R$3.051,02. Há um plano de reajuste que prevê que até novembro de 2022 os vencimentos passem a ser de R$ 3.571,62.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais