Padre em Parnamirim sugere atear fogo em veículos de imprensa

- publicidade -

Após a mídia local, inclusive, o Blog do FM, noticiar o vazamento do áudio que culminou no escândalo passional envolvendo o pároco de Candelária, padre Júlio Cezar Souza Cavalcante, a repercussão do caso amoroso vem gerando muita indignação.

Nesse domingo, durante a missa, o padre Antônio Murilo de Paiva, pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Parnamirim, sugeriu a fieis que ateassem fogo nos veículos de imprensa, como forma de repúdio à veiculação da notícia, bastante negativa, por sinal. “A ireja precisa reagir!”, exclamou.

Diante disso, o Blog do FM entrou em contato com a Arquidiocese de Natal, mas até o momento não obteve retorno.

Após ter tomado conhecimento dos fatos que vieram à tona envolvendo o padre Júlio, o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, determinou o afastamento do referido sacerdote de todas as suas funções ministeriais exercidas na Arquidiocese de Natal, a fim de que possam ser apurados os fatos e tomadas as devidas providências. Também determinou que fosse aberta uma investigação prévia, conforme prescreve o Direito Canônico, para que sejam averiguadas as possíveis responsabilidades.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode sair do site, caso não concorde. Ok Saiba mais