Parnamirim: Centro Cultural é aberto oficialmente para visitação do público

- publicidade -

O Centro Cultural Trampolim da Vitória abriu oficialmente as portas para o público na tarde desta terça-feira (28). A abertura aconteceu 77 anos após o histórico encontro entre os presidentes do Brasil, Getúlio Vargas, e dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt, durante a Segunda Guerra Mundial

O encontro aconteceu às margens do Rio Potengi, no ano de 1943, de onde os dois presidentes saíram em direção a uma visita até a então base americana, localizada em solo parnamirinense. A área hoje abriga a Ala 10, unidade da Força Aérea Brasileira.

Como ato simbólico, a Prefeitura de Parnamirim proporcionou aos visitantes e autoridades presentes, o reencontro entre as duas personalidades, revivendo o acontecimento.
“Hoje oficialmente estamos abrindo as portas do centro cultural, não somente para a população de Parnamirim, mas de todo o estado. Este é um equipamento único, gerando emprego e renda para o município, ofertando pelo menos 300 empregos diretos”, destacou o prefeito Rosano Taveira.

A programação teve início às 15h no Museu da Rampa, em Natal, de onde saiu um comboio com dois atores caracterizados como os personagens da época, seguido de autoridades e personalidades do setor cultural e turístico. O comboio percorreu as principais avenidas até chegar ao Centro Cultural, localizado nas dependências do antigo Aeroporto Augusto Severo.

De acordo com Paulo Junzo, diretor geral do Centro, reviver esse histórico encontro é muito simbólico visto que o Centro cultural tem como proposta remontar o período da segunda guerra e a influência que a passagem dos americanos exerceu para a história do município.

O público visitante que prestigiou a abertura elogiou a iniciativa. Foi o caso de Maria Eduarda da Silva. “Muito bom, fascinante! Esse espaço era para existir a muito tempo, pois nosso estado tem uma história muito rica que precisa ser mais divulgada”.

O engenheiro Geraldo Antas levou os netos para conhecer o espaço. “Acompanhamos todo o cortejo desde a Rampa até aqui. Gostei, meu pai era ex-combatente e conheço muito da história da Segunda Guerra, achei importante trazer meus netos para conhecer também”.

O Centro Cultural está aberto para visitação, de domingo a domingo, sempre das 9h às 17h. Ao longo deste primeiro mês de funcionamento, a entrada será totalmente gratuita.

Fotos: Ney Douglas

Deixe um comentário