Bolsonaro nega reforma ministerial e ataca mídia: ‘M-E-N-T-I-R-A’

Presidente da República, Jair Bolsonaro, discursa durante a abertura do Debate Geral da 74ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas
- publicidade -

Mantendo o tom que adotou durante toda a última semana, Jair Bolsonaro usou uma de suas redes sociais para atacar a imprensa na manhã deste domingo (06). O presidente se irritou com uma matéria publicada pelo Correio Braziliense que tratava de uma suposta reforma ministerial, que viria logo após a consolidação da reforma da Previdência.

“Mais uma M-E-N-T-I-R-A da mídia. Tentam a todo custo nos dividir. Ontem [sábado, 05] distorceram alegando que não faria mais propaganda do projeto anti-crime para nos colocar contra o Ministro Moro e hoje mais essa! O Brasil já está dando certo apesar da imprensa! Bom dia a todos”, escreveu o presidente na postagem.

De acordo com a matéria publicada pelo site do Distrito Federal, “a necessidade de uma minirreforma já vinha sendo aventada pelo presidente, mas se tornou mais urgente nos últimos dias, após o Senado aprofundar a desidratação da reforma da Previdência”.

O texto trata ainda de um suposto temor da alta cúpula do governo Bolsonaro com possíveis futuras derrotas. “Também é levado em conta nessa discussão o risco de outras pautas importantes do Executivo serem derrotadas no Parlamento, como a reforma tributária e o programa de privatizações, o que aumentaria mais a desconfiança dos investidores em relação à economia do país”.

Ao final da matéria, o Correio Braziliense ainda analisa as possíveis consequências que uma denúncia envolvendo candidaturas laranjas do PSL, partido do presidente, poderia ter no Planalto, fato que também não deve ter agradado Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário