Deputados apresentarão projetos em prol da população LGBTI no RN

propaganda

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte discutiu, na tarde desta quinta-feira (4), a importância de viabilização de ações do Poder Público em prol das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais (LGBTI). A audiência pública, proposta pelos deputados Francisco do PT e Isolda Dantas (PT), reuniu representantes de diversos do movimento LGBTI, que discutiram a necessidade de desenvolvimento de ações concretas em benefício da população. Os deputados se comprometeram em atuar nesse sentido.

Com o tema “Orgulho de Ser Quem Somos: Contruindo Cidadania e Políticas Públicas Para a População LGBTI”, a audiência tratou sobre o atual momento da sociedade. Para Isolda Dantas e Francisco do PT, é fundamental que o tema seja discutido constantemente, mas que ações concretas sejam tomadas.

“Vivemos momentos difíceis devido à retirada de direitos, à intolerância. Através do diálogo e discussão, queremos sempre ouvir e ser interlocutores para a população do nosso estado, para garantir o respeito à diversidade e o combate a essa intolerância, para que todos sejam tratados de forma igualitária”, disse Francisco do PT. “As audiências têm contribuído para fomentarmos políticas públicas em prol da população LGBTI. Essa Casa é nossa e sempre estaremos abertos para debater e propor melhorias para essa parcela da população”, disse Isolda Dantas.

Entre ações concretas, os deputados apresentaram proposta para criação de Conselho Estadual da População LGBTI, que já está em tramitação no Legislativo. Para a coordenadora de Diversidade Sexual e de Gênero da Secretaria de Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Rio Grande do Norte, Janaína Lima, o conselho será mais um  importante instrumento de participação social no estado. Para ela, é preciso a união para conseguir ampliar os direitos da população LGBTI.

“O caminho da mudança é o da unidade política, da união, para que a sociedade LGBTI tenha acesso às políticas públicas e seja atendida. A audiência é importante, inclusive devido a um discurso de ódio que se dissipa no nosso país, que é machista, racista e lgbtfóbico”, disse.

Ainda na discussão, a Militante da Marcha Mundal das Mulheres, Brisa Bracchi também informou que é fundamental a luta pelo respeito à causa. A militante explicou que a luta da população LGBTI não é para que se aceite “o amor”, mas que se garanta a cidadania para todos, sem distinção. “Não é luta de fechação. É luta feita com festa sim, porque, se não fosse, não aguentaríamos. Apesar disso, é uma luta séria e importante”, disse.

Ainda no encontro, que também contou com a participação do deputado Hermano Morais (PMDB), os deputados Francisco do PT e Isolda Dantas garantiram que também vão atuar em prol de garantir propostas que tratem sobre a Transcidadania, que é a garantia de direitos e auxílios à população transsexual do Rio Grande do Norte, já aprovado em outras localidades do país.

“Vamos lutar por isso e precisamos de união, sempre. Contem com nosso mandato”, disse Isolda Dantas. “É um assunto que sempre estaremos atentos e, por termos mandatos de origem popular, sabemos da importância dessas ações. Estamos à disposição sempre”, finalizou Francisco do PT.

Deixe um comentário

você pode gostar também Mais do autor